Codex Alimentarius: Ervas medicinais irão desaparecer da União Européia

10/10/2010 00:21

É quase um negócio fechado. Estamos prestes a ver preparações à base de plantas desaparecem, e a capacidade de herbalistas de receitá-las também será perdida.

A indústria farmacêutica quase atingiu a linha de chegada da sua luta de décadas para eliminar toda a concorrência. A partir de 01 de abril de 2011, menos de oito meses a partir de agora, praticamente todas as plantas medicinais se tornarão ilegais na União Européia. A abordagem dos Estados Unidos é um pouco diferente, mas isso está tendo o mesmo efeito devastador. As pessoas tornaram-se nada mais do que fossas para qualquer lavagem que a indústria farmacêutica e os Agronegócios optarem por enviar a nós, e não temos outra opção senão a de pagar qualquer taxa que eles quiserem.

Não importa se a erva tem sido utilizada de forma segura e eficaz durante milhares de anos. Ela será tratada como se fosse uma droga. Naturalmente, as ervas estão muito longe disso. São preparações feitas a partir de fontes biológicas. Elas não são, necessariamente, purificadas, pois isso pode mudar sua natureza e eficácia, assim como acontece nos alimentos. É uma distorção de sua natureza e a natureza da fitoterapia para tratá-los como drogas. Isso, claro, não faz diferença para o edifício da União Européia governado pela grande indústria farmacêutica, que consagrou o corporativismo na sua constituição.

Fonte: http://noticias-alternativas.blogspot.com/2010/10/ervas-medicinais-irao-desaparecer-da.html