Em reunião da ONU, Ahmadinejad clama por uma Nova Ordem Mundial "divina"

22/09/2010 02:51

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, pediu nesta terça-feira (21) na ONU o estabelecimento na próxima década de uma "nova ordem mundial" que rejeite o capitalismo e conduza a um "governo justo e imparcial baseado na mentalidade divina".

"Agora que a ordem discriminatória do capitalismo e os enfoques hegemônicos afrontam sua derrota e se aproximam do fim, é essencial sustentar relações justas e prósperas", afirmou o líder iraniano em seu discurso na cúpula da ONU de revisão dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

A reunião da ONU, que se estende até quarta, tenta acelerar o cumprimento dos compromissos em favor do desenvolvimento adotados pela comunidade há dez anos.

O discurso do presidente iraniano no plenário da cúpula foi acidentado, já que os intérpretes do organismo mundial advertiram em diversas ocasiões que a fala que traduzida não condizia com as palavras pronunciadas por Ahmadinejad.

Os últimos minutos do discurso do líder iraniano não contaram com tradução simultânea, o que o levou a interromper o discurso para reclamar.

Segundo o texto do discurso divulgado pela ONU, Ahmadinejad acusou o capitalismo liberal e as multinacionais de causar o sofrimento de um incontável número de mulheres, homens e crianças no mundo todo.

"As estruturas injustas e pouco democráticas das instituições internacionais, políticas e financeiras mundiais estão por trás da maioria das desgraças da humanidade", afirmou.

Por isso, pediu a "retornar à mentalidade divina, a nossa verdadeira natureza, da qual o homem foi criado, e ao Governo justo e imparcial".

O presidente iraniano detalhou que é mentalidade divina parte da "natureza perfeccionista e sedenta de justiça do ser humano e na visão monoteísta", segundo o texto do discurso.

O Irã está no centro de uma série de polêmicas com a comunidade internacional, por conta de seu programa nuclear e de supostas violações dos direitos humanos.

Fonte: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/09/na-onu-presidente-do-ira-critica-capitalismo-e-pede-nova-ordem.html