Golfo do México: Nova manchas de óleo são encontradas. Tampa está com problemas e pode ser removida

19/07/2010 03:07

Governo americano detecta novas manchas de óleo no oceano, o que indica provavelmente que a tampa colocada para "estancar" o vazamento está com problemas. Se realmente isto for confirmado, a tampa deve ser removida.

Será que esta tampa foi colocada para fechar o vazamento mesmo? Ou foi mais uma "encenação" para que o povo alienado acreditasse que o problema estava resolvido? Ou até mesmo, para depois simularem um problema e removerem a tampa para que o vazamento possa fluir livremente de novo? Estranho...

Veja a notícia mais abaixo. Isto apenas é o que a mídia dos próprios Illuminatus divulgam! Imagine o que realmente deve estar acontecendo!

LONDRES e HOUSTON - Engenheiros que monitoram o poço danificado da BP no Golfo do México detectaram sinais de manchas de óleo no fundo do mar, o que pode significar problemas com a tampa que havia estancado o vazamento, revelou na noite deste domingo o comandante da Guarda Costeira americana, almirante Thad Allen. Mais cedo, dirigentes da BP expressaram confiança de que o teste do fechamento do poço com uma tampa, que começara na quinta-feira, poderia continuar até que este fosse lacrado permanentemente .

O poço, batizado de Macondo, vazou por três meses, desde a explosão de uma plataforma da BP, até a quinta-feira passada, quando a tampa foi colocada no local. Neste domingo, no entanto, o governo americano divulgou uma carta do almirante Allen, relatando sinais de um vazamento próximo de cerca de 1,6 quilômetro de profundidade. E determinando que a BP removesse a tampa do poço caso esse vazamento fosse confirmado. (Veja também: O Golfo prejudicado )

O almirante Allen também se refere a "anomalias indeterminadas na cabeça do poço".

" Dirijo-me a vocês para oferecer uma orientação escrita para abrir a tampa o mais rapidamente possível, sem danificar o poço, caso se confirme o vazamento próximo ao poço", escreveu Allen.

A ideia da BP era manter selado com a tampa o poço danificado antes de o fechar definitivamente com cimento, após a abertura de poços paralelos. O temor, que os sinais de vazamento agora reforçam, é que, com o fechamento do poço com uma tampa, a pressão aumentasse, causando novos derramamentos em outros pontos.

Mais cedo, Doug Suttles, diretor-chefe de Operação e Exploração da BP, disse que a companhia esperava usar a tampa sobre o poço danificado até que a abertura de um poço paralelo fosse concluída em agosto.

- Continuaremos os testes até o ponto em que o poço seja fechado permanentemente. Não queremos fazer (o poço) voltar a jorrar, se não for necessário - disse Suttles mais cedo.

A BP deverá aprovar a venda de ativos avaliados num total de US$ 14,5 bilhões na reunião de seu conselho diretor na próxima quinta-feria, revelou neste domingo a edição on-line do "Mail on Sunday", a versão dominical do "Daily Mail". Segundo o jornal britânico, a BP deve vender seus ativos na Argentina, onde possui 60% da Pan American Energy, avaliados em US$ 5,4 bilhões.

BP deve vender ativos na Venezuela e na Colômbia

Os campos de petróleo e gás de Vietnã, Colômbia e Venezuela, avaliados em US$ 1,5 bilhão, e ativos do grupo no Alasca (US$ 7,6 bilhões) também poderão ser negociados. A empresa não confirmou a informação. Mas analistas dizem que a reestruturação será fundamental para a sobrevivência da companhia.

Já analistas apostam que o diretor-executivo da BP, Tony Hayward, será substituído numa tentativa de construir uma nova imagem para a empresa.

Fonte: http://oglobo.globo.com/ciencia/mat/2010/07/18/governo-dos-eua-detecta-novas-manchas-de-oleo-no-golfo-do-mexico-917178058.asp