Maré negra do Golfo do México: 20 milhões de pessoas têm perigo de morrer

20/07/2010 10:31

Especialista em petroleo Simmons, insite, "20 milhoes de pessoas estão correndo perigo".

Matt Simmons meteu a cara, falando sobre o vazamento de Oleo, no Golfo do México, na quinta feira (15 de julho), durante uma entrevista à rádio KNX, na estação de NPR em Los angeles.

Simmons, ex-conselheiro de energia do segundo mandato do Presidente Bush, explicou que de acordo
com a sua leitura dos dados do NOAA (National Atmospheric Administration), o anuncio do Presidente Obama, sobre o derramamento de oleo, foi o maior "Golpe de Trabalho que ja vi".

Simmons, criador do Banco de Investimentos para empresas de Petroléo, disse ao Radialista ao vivo que o vazamento continua no golfo do méxico e que nao é um tubo de 6 polegadas, que certamente foi transmitido no meio de tanto alvoroço na TV, mas que um é buraco aberto ou caldeirão, que continua a jogar 120 mil barris por dia. O "esforço" da BP para perfurar os poços de "alivio",é só uma jogada publicitária cinica.

"As dimensões desta mentira são inacreditaveis", disse Simmons, explicando que a ideia do alivio para diminuir a pressão é totalmente inútil , sendo que para tentar aliviar um tubo de menos de um pé de diametro, há 35 mil metros de fundura a abaixo da tampa, é complicado, pois o involucro do tubo original não é o mesmo de que estão dizendo por ai.

Obama e a BP continuam negando a existencia desse Buraco ABerto, mesmo outros especialistas e Simmons insistirem que os dados de Satelite da NOAA provam que a velocidade do Fluxo e a profundidade da luz que a quantidade de oleo que flui atráves da camera, não condiz com a quantidade de oleo que foi "derramado no Golfo". 

"O tubo é totalmente irrelevante," Simmons sublinhou, acrescentando: "e não há maneira de tampar o buraco aberto."
 Ele explicou que a BP continua a negar quo o buraco aberto existe, e teoriza que o fluxo contínuo de petróleo no Golfo é apenas o resíduo do que já foi derramado durante os primeiros 90 dias do desastre."

"Não há como dizer que não é um problema", disse Simmons. 
 "Em cerca de um mês ou dois, as pessoas vão perceber que este é realmente o maior trabalho com que já vimos."

"Os problemas de saúde são tão graves", disse Simmons. "Quando você inala metano, você acabou de morrer."

A única solução possível, Simmons insiste, "é fundir pedra e vidro, como um pequeno dispositivo de explosão. Isso é totalmente seguro, trÊs quilometros abaixo do mar".

Masters da Rádio perguntou: "Quando nós saberemos toda a verdade?" .

Simmons respondeu: "Basicamente, as paredes estão começando a desabar sobre a PA(?)."

"Mas aqui a coisa realmente assusta," Simmons disse para a audiência da rádio Pacifica. "Se tivermos uma tempestade, furacão...e o que os furacões fazem basicamente é agitar a água fria a partir da base do Golfo. Desta vez não vai ser de água fria, vai ser um bruto preto de agua venenosas.

"Então, 20 milhões de pessoas estão em perigo."

Fonte: http://www.johnkaminski.info/pages/the_next_chapter/print/they_are_still_lying_about_the_oil_disaster.htm