Nova ordem orwelliana: FBI quer ter acesso aos dados pessoais do Google e do Facebook

19/11/2010 00:10

http://referentiel.nouvelobs.com/file/1165827.jpg

O director do FBI terá apelado a uma cooperação com os serviços on-line para obter acesso privilegiado às informações pessoais dos internautas, informa o New York Times.

O director do FBI deslocou-se, na terça-feira, a Silicon Valley para se encontrar com vários líderes de serviços online, incluindo Google e Facebook, para negociar o acesso privilegiado as informações pessoais que eles hospedam, alega o New York Times, terça-feira 16 de Novembro.

Facebook confirmou a visita ao jornal americano, sem mais detalhes. O Google não fez nenhum comentário.

O director do FBI, Robert Muller, apelou para uma cooperação entre seus escritório e os serviços online, para estender a Lei de 1994, que define o quadro jurídico das escutas nos Estados Unidos, às comunicação através da Internet.

Em Setembro passado, as autoridades americanas introduziram uma lei que exige aos fornecedores de Internet garantirem a possibilidade de intercepção de comunicações electrónicas. No caso de dados criptografados, as empresas teriam que desenvolver um método de decodificação destinado às autoridades. 

Fonte: http://www.provafinal.net/?p=1213