Polônia insinua que autoridades foram raptadas e que a queda do avião foi ação dos illuminatis

19/04/2010 12:15

O jornal polonês Fakty estampou em uma página um olho Illuminati em uma pirâmide no topo de uma pilha de caveiras ao lado de uma imagem da queda do avião.

A Polônia foi destaque, recentemente, por ser o único país da Europa a rejeitar vacinar sua população contra o vírus H1N1, o que causou elogios por parte da Conselho da Europa à ministra da Saúde Ewa Kopacz .

Após a “rebeldia” em não se submeter aos mandos e desmandos da OMS, que classificou falsamente a gripe suína como uma pandemia, favorecendo as indústrias farmacêuticas a faturarem zilhões de dólares e tirando-as da iminente falência, a Polônia sofreu um duro golpe quando toda a elite de autoridades, militares e empresários morreu após um suspeito acidente de avião.

Segundo as autoridades, 99 pessoas morreram no “acidente”: o presidente da Polônia, 2 candidatos presidenciais e 88 autoridades, entre estas, o diretor do Banco Central, o chefe da segurança nacional e os altos oficiais militares. 

O que a mídia não comenta é que a queda do citado avião não está sendo considerado como um acidente por muitos, haja visto que até mesmo as provas forenses  desapareceram de Moscou.

O jornal polonês Fakty estampou em uma página um olho Illuminati em uma pirâmide no topo de uma pilha de caveiras ao lado de uma imagem da queda do avião, mostrando que muitos acreditam que os Illuminati e Nova Ordem Mundial promoveram o assassinato da elite polonesa para obter vantagens políticas e financeiras. A morte do governador do banco central, por exemplo, abre as portas para a nomeação de um sucessor mais “em sintonia” com os interesses do Fundo Monetário Internacional (FMI) e possibilita, ao parlamentar Bronislaw Komorowski, preencher as posições de quase 100 funcionários chave do governo, incluindo o exército e os chefes de segurança, o que muitos consideram“um golpe de Estado sem precedentes”.

Há relatos de que escritórios foram vasculhados muito antes de que a queda do avião fosse comunicada e, inclusive, de que as pessoas que estavam à bordo foramraptadas e a queda “encenada”.

Diversos fatos estranhos alimentam ainda mais o mistério (e as suspeitas): as filmagens não mostram absolutamente nenhuma bagagem dos passageiros nos destroços, que deveriam estar espalhados num raio de 300/500 metros, entre outros.

Também, de acordo com o relato oficial, o avião bateu em uma árvore e a asa esquerda quebrou. O avião teria, então, se desviado para a terra, a 150 metros da pista, mas não há sinais de nenhuma árvore na altura e com força necessária para tirar fora a asa de um avião.Uma explicação alternativa poderia ser de que a asa tenha sido arrancada pela força de uma bomba. Tiros foram ouvidos no local também levantam mais questões.

Os relatórios iniciais da mídia diziam que o avião tentou pousar quatro vezes, mas houve apenas uma tentativa, conforme atestam as autoridades.

Peças chave do governo que ajudaram a Polônia a manter dinâmica sua economia e deram tácitos apoios à Ministra da Saúde, Ewa Kopacz, para  recusar a vacina da gripe suína também foram mortos.

As implicações para o futuro da Polônia (e de todo o mundo) são profundas.

 

Fonte: http://senzalamundi.com/wp/archives/1925

Jane Burgermeister – 18/04/2010