The Economist confessa: O Grupo Bilderberg existe. Porque o povo não desperta para a verdade?

06/02/2011 13:46

Ainda há uns anos atrás, quem referia a existência do exclusivista Clube de Bilderberger era acusado de fomentar teorias da conspiração. A semana passada, foi o muito respeitável "The Economist" que confirma que esse clube existe.

(Por que o povo não desperta para a verdade? Por que muitos preferem viver debaixo da manipulação de uma elite de pessoas que cultuam ao deus Moloch, mesmo quando eles próprios se revelam?)

Um estranho artigo do "The Economist" fala abertamente e confirma que o Clube Bilderberg é uma estrutura de poder composta por uma "elite cosmopolita" que reúne à porta fechada para construir um mundo no qual uma "superclasse" deseja viver.

Apesar do tom por vezes satírico, o artigo descreve Bilderberg como "uma conspiraçãomaquiavélica que tem por objectivo o domínio do mundo", logo depois confirma que efectivamente este grupo controla grande parte dos acontecimentos económicos e políticos mundiais. O próprio chefe de redacção participa regularmente nas suas conferências anuais.
Neste artigo ficamos a saber entre outras coisas que o Clube Bilderberg foi responsável pela construção da moeda única europeia. Fala também dos clubes mais influentes influentes ao nível mundial, aquelas em que as verdadeiras decisões são tomadas: Bilderberg, Council on Foreign Relations, Comissão Trilateral, Carnegie Endowment for Internacional Peace e o Grupo dos Trinta.
Quanto à crise financeira mundial, diz que esta "superclasse" foi apanhada desprevenida. Depois criticando alguns banqueiros, tenta-nos convencer que foram eles que salvaram o mundo do colapso financeiro. Sabemos que já em 2006, na reunião de Bilderberg no Canadá e em 2007 na Turquia, tinha sido previsto um crash global e uma crise financeira prolongada. Nas reuniões seguintes foram debatidos os meios para controlar a situação económica e financeira, e aumentar a influência mundial desta "superclasse".
Enquanto algumas destas instituições, como o CFR ou a Trilateral, estão progressivamente a abrir-se, as reuniões de Bilderberg permanecem secretas.
Por outro lado, as reuniões de Davos comparativamente com estas mais parecem meras reuniões de Tupperware.
Fontes: http://infoguerilla.fr/?p=7803, http://www.economist.com/node/17928993/http://octopedia.blogspot.com/